• EN
  • Facebook
  • Instagram
  • Youtube
Você está em: Início > Cursos > Mestrados > MESIC

Educação Social e Intervenção Comunitária

Sigla: MESIC
Grau: Mestrado
Início de Funcionamento: 2009/10
Coordenador: Paulo Jorge de Castro Garcia Coelho Dias
:
CURSO ACREDITADO (16-08-2012) pela Agência Nacional de Avaliação e Acreditação do Ensino superior (A3ES)
Registado na Direção-Geral do Ensino Superior em 28-10-2014 com o nº R/A-Ef 234/2012/AL01
Relatório de Autoavaliação
Diário da República, 2.ª série - N.º 124 - 2 de julho de 2019
Registo na Direção-Geral do Ensino Superior, em 16 de maio de 2019, com o número R/A -Ef 234/2012/AL02.

  • Proporcionar uma formação superior adequada que pretende conferir especialização no desempenho de funções educativas de carácter não formal, junto de populações de diferentes níveis etários que necessitem de um acompanhamento social específico. Neste sentido prevê-se que o educador social seja capaz de dominar aprofundadamente quadros teóricos fundamentando propostas de intervenção; identificar estratégias e recursos que possibilitem a sua operacionalização, assim como modelos de avaliação; e analisar criticamente, problematizando teoricamente os resultados da intervenção.


  • Capacidade de integração de um corpo de conhecimentos teóricos especificamente vocacionado para a análise da realidade social nas vertentes de intervenção comunitária. Ter capacidade de conjugar esses níveis de formação teórica com as questões praxiológicas inerentes à intervenção sócio-educativa principalmente junto das populações mais carenciadas. Ser capaz de implementar diversos modelos sócio-educativos adequados às cada vez mais complexas situações vividas nos contextos urbanos e péri urbanos: Desenvolver o conjunto de procedimentos adequados à elaboração de projetos de intervenção sócio-educativa, desde a fase de ante-projeto até aos processos de auto e hetero avaliação.
    Construir com os formandos instrumentos de análise teórica vocacionados para a análise dos fenómenos sociais. Trabalhar com os formandos em torno das principais linhas orientadoras de intervenção social no âmbito dos mais diversificados contextos de intervenção. Implicar os formandos na problematização crítica da informação teórica disponível face aos problemas concretos das sociedades contemporâneas. Trabalhar com as necessidades específicas da população para a produção de respostas adequadas.

  • Condições de acesso ao ciclo de estudos conducentes ao grau de mestre:
    a) Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal;
    b) Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1.º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo;
    c) Titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo órgão científico estatutariamente competente do estabelecimento de ensino superior onde pretendem ser admitidos;
    d) Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pelo órgão científico estatutariamente competente do estabelecimento de ensino superior onde pretendem ser admitidos.

    O reconhecimento a que se referem as alíneas b) a d) tem como efeito o acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de mestre, não conferindo equivalência ao grau de licenciado ou o reconhecimento desse grau.

    Formalização da candidatura
    A candidatura deve ser instruída com os seguintes documentos:
    - Requerimento em boletim de candidatura próprio;
    - Certificado de conclusão do 1º ciclo de estudos (licenciatura);
    - Europass Curriculum Vitae;
    - Comprovativo de atribuição de equivalência(s)/reconhecimento de habilitações, em caso de habilitações estrangeiras (se aplicável).

    Os documentos de habilitações estrangeiras que não sejam emitidos por Instituições de Ensino Superior de países da União Europeia, devem ser reconhecidos pelo agente consular português local e/ou legalizados pelo sistema de Apostila nos termos da Convenção de Haia (Supressão da Exigência da Legalização de Atos Públicos Estrangeiros, de 5 de outubro de 1961).

    Contingente geral | 22 vagas
    Contingente estudante internacional | 3 vagas

    Nota: a presente informação não dispensa a consulta do EDITAL DE ABERTURA DE CANDIDATURAS - 2021/2022.

    Apoio a Pós-graduações e Mestrados
    Telefone: +351 243 309 180 (extensão 04200)
    Correio Electrónico: pgm@ese.ipsantarem.pt





































































Diplomas

  • Educação Social e Intervenção Comunitária
  • Pós-graduação em Educação Social e Intervenção Comunitária

Áreas Científicas

  • Pedagogia Social e Áreas Espec. de Interv.
  • Modelos e Métodos em Educação Social
  • Prod e Gestão de Proj de Intervenção Social

Planos de Estudo